ESTUDO DA FÍSICA   

  SIMULADOS ON-LINE  

  ÓPTICA - MACKENZIE 2001-2008   

 

 
 Questão 1   
 
Certa pessoa possui um espelho plano retangular, de 90 cm de altura. Quando ela fica em pé diante do espelho, disposto verticalmente e convenientemente posicionado, consegue ver sua imagem de corpo inteiro. Nessas condições, pode-se afirmar que a referida pessoa tem uma altura máxima de
a) 1,80 m 
b) 1,70 m 
c) 1,67 m 
d) 1,53 m 
e) 1,35 m 

 
 Questão 2   
 
Sobre uma reta perpendicular a um espelho plano existem os pontos A e B, situados a 40 cm e 140 cm, à sua frente, conforme ilustra a figura ao lado. Um objeto real é deslocado com velocidade constante de A para B, sobre esta reta, num intervalo de 2,0 s. Nesse tempo, a respectiva imagem conjugada:
a) permanece sempre num mesmo ponto.
b) aproxima-se do objeto com velocidade de 1,0 m/s.
c) aproxima-se do objeto com velocidade de 0,5 m/s.
d) afasta-se do objeto com velocidade de 1,0 m/s.
e) afasta-se do objeto com velocidade de 0,5 m/s.

 

 

 
 
 Questão 3   
 
3. Uma lente biconvexa é:
a) sempre convergente.
b) sempre divergente.
c) convergente somente se o Índice de refração absoluto do meio que a envolve for maior que o Índice de refração absoluto do material que a constitui.
d) convergente somente se o Índice de refração absoluto do meio que a envolve for menor que o Índice de refração absoluto do material que a constitui.
e) divergente somente se o Índice de refração absoluto do meio que a envolve for menor que o Índice de refração absoluto
do material que a constitui.
 
 
 Questão 4   
 
Um pequeno objeto real, de altura y, é colocado em frente a um espelho esférico côncavo de Gauss (E), no ponto médio do segmento FC, conforme ilustra a figura (sem escala) ao lado. Os pontos V, F e C são, respectivamente, o Vértice do espelho, o Foco Principal e o Centro de Curvatura. A respectiva imagem conjugada desse objeto se encontra:
a) entre os pontos A e V.
b) entre os pontos C e B. 
c) entre os pontos B e D. 
d) no ponto B.
e) no ponto D.

 

  
 
 
 Questão 5   
 
 
A luz vermelha se propaga no vidro com velocidade de 2,0 x 108 m/s e no ar com velocidade de 3,0 x 108 m/s. Um raio de luz vermelha, se propagando no ar, atinge uma das faces de um cubo de vidro com ângulo de incidência igual a 30°. O ângulo de refração correspondente terá seno igual a:
a) 0,20
b) 0,33
c) 0,48
d) 0,50
e) 0,87
 
 
 Questão 6   
 
 
Um pequeno objeto retilíneo é colocado perpendicularmente ao eixo principal de um espelho esférico côncavo de Gauss, de raio de curvatura 16 cm. A imagem conjugada por esse espelho é real e sua altura é quatro vezes maior que a altura do objeto. A distância entre a imagem e o objeto é:
a) 10 cm 
b) 20 cm
c) 30 cm 
d) 40 cm 
e) 50 cm

 

 
 Questão 7   
 
 
Na figura abaixo, temos a ilustração de quatro lentes delgadas de mesmo material, imersas no ar. O índice de refração absoluto do ar é praticamente igual a 1.
Na equação de Gauss para as lentes delgadas, adotamos, no caso das lentes convergentes, a distância focal ( f ) positiva e, no
caso das lentes divergentes, a distância focal ( f ) negativa. Desta forma, podemos afirmar que:
a) para as lentes A e C, f é positiva.  
b) para as lentes A e C, f é negativa. 
c) para as lentes B e D, f é negativa. 
d) para as lentes A e D, f é positiva. 
e) para as lentes B e C, f é positiva.
 
 
 Questão 8   
 
 
O esquema ao lado mostra um objeto real colocado diante de uma lente delgada e sua respectiva imagem conjugada. O índice de refração do material da lente é maior que o do meio no qual se encontra.

       

Considerando a ilustração acima, das lentes A, B, C e D, o esquema pode se referir a uma lente:
a) do tipo A e também do tipo B. 
b) do tipo A e também do tipo C.
c) do tipo B e também do tipo D. 
d) do tipo A e também do tipo D. 
e) do tipo B e também do tipo C.
 
 
 Questão 9   
 
Quando um raio de luz monocromática, proveniente de um meio homogêneo, transparente e isótropo, identificado por meio A, incide sobre a superfície de separação com um meio B, também homogêneo, transparente e isótropo, passa a se propagar nesse segundo meio, conforme mostra a ilustração ao lado. Sabendo-se que o ângulo a é menor que o ângulo b, podemos afirmar que:
a) no meio A a velocidade de propagação da luz é menor que no meio B. 
b) no meio A a velocidade de propagação da luz é sempre igual à velocidade no meio B.
c) no meio A a velocidade de propagação da luz é maior que no meio B.
d) no meio A a velocidade de propagação da luz é maior que no meio B, somente se a é o ângulo limite de incidência. 
e) no meio A a velocidade de propagação da luz é maior que no meio B, somente se a é o ângulo limite de refração.
 
 
 Questão 10   
 
Um espelho esférico côncavo, que obedece às condições de Gauss, fornece, de um objeto colocado a 2 cm de seu vértice, uma imagem virtual situada a 4 cm do mesmo. Se utilizarmos esse espelho como refletor do farol de um carro, no qual os raios luminosos refletidos são paralelos, a distância entre o filamento da lâmpada e o vértice do espelho deve ser igual a:
a) 2 cm  
b) 4 cm  
c) 6 cm  
d) 8 cm  
e) 10 cm
 
 
 Questão 11   
 
Sentados em uma sala iluminada, vemos os objetos de seu interior, por reflexão, no vidro plano de uma janela. Esse fato é observado principalmente à noite, porque ocorre:
a) aumento da luz externa refletida pelo vidro.   
b) bloqueio da reflexão da luz externa.  
c) diminuição da quantidade de luz refratada proveniente do exterior. 
d) aumento da parcela da luz absorvida pelo vidro. 
e) diminuição da luz difratada pelo vidro.
 
 
 Questão 12   
 
Dois espelhos planos (E1 e E2) formam entre si 50°. Um raio de luz incide no espelho E1, e, refletindo, incide no espelho E2. Emergindo do sistema de espelhos, esse raio refletido forma, com o raio que incide no espelho E1, o ângulo a, nas condições da figura. O valor desse ângulo a é:
a) 40°  
b) 50° 
c) 60° 
d) 70' 
e) 80°

 

  
 
 
 Questão 13   
 
Um espelho esférico côncavo de raio de curvatura R, obedecendo às condições de Gauss, fornece, de um objeto retilíneo, colocado perpendicularmente sobre seu eixo principal, uma imagem 2 vezes maior e direita. A distância do espelho ao objeto é:
a) 3R/2   
b) R  
c) 2R/3  
d) R/2  
e) R/4  
 
 
 Questão 14   
 
Um pequeno objeto encontra-se sobre o eixo principal de um espelho esférico côncavo, no ponto médio do segmento definido pelo foco principal e o centro de curvatura. Considerando as condições de Gauss para o espelho, a respectiva imagem conjugada será:
a) real, direita e 2 vezes maior que o objeto.  
b) real, invertida e 2 vezes maior que o objeto.  
c) virtual, direita e 2 vezes maior que o objeto. 
d) real, direita e 3 vezes maior que o objeto. 
e) real, invertida e 3 vezes maior que o objeto. 

 
 Questão 15   
 
A figura I, ao lado, ilustra uma lente constituída de material de índice de refração absoluto 1,5, imersa no ar, cujo índice de refração absoluto é 1,0. As faces dessa lente possuem raios de curvatura respectivamente iguais a R1 e R2. A figura II nos mostra o esquema da mesma lente, com um objeto real colocado à sua frente, a uma distância de 10 cm de seu centro óptico. A imagem conjugada desse objeto é
a) virtual, direita e menor que o objeto.  
b) virtual, direita e maior que o objeto. 
c) real, direita e maior que o objeto. 
d) real, invertida e maior que o objeto. 
e) imprópria.

 

 
 
 
 Questão 16   
 
Temos três lentes de vidro imersas no ar: uma plano-convexa, uma plano-côncava e uma côncavo-convexa. Essas lentes são, respectivamente,
a) convergente, divergente e convergente.
b) convergente, convergente e divergente.
c) divergente, divergente e divergente. 
d) divergente, convergente e divergente.
e) divergente, divergente e convergente. 
 
 
 Questão 17   
 
Os objetos A e B, quando iluminados pela luz solar, apresentam, respectivamente, as cores vermelha e branca. Esses objetos, ao serem iluminados somente pela luz de uma lâmpada de sódio, que emite apenas a luz monocromática amarela, serão vistos, respectivamente, com as cores:
a) vermelha e branca.  
b) laranja e amarela. 
c) vermelha e preta. 
d) preta e amarela. 
e) branca e preta. 
 
 
 Questão 18   
 
Um objeto real O está diante de um espelho esférico côncavo de Gauss, conforme ilustra a figura ao lado. A distância entre esse objeto e sua respectiva imagem conjugada é de
a)  25 cm 
b) 30 cm 
c) 32,5 cm 
d) 52,5 cm 
e) 87,5 cm 

 

  
 
 
 Questão 19   
 
Em um anteparo localizado a 60 cm do vértice de um espelho esférico, forma-se a imagem nítida de um objeto real colocado sobre o eixo principal do espelho e a 20 cm dele. O tipo e o raio de curvatura desse espelho são, respectivamente,
a) côncavo e 15 cm. 
b) côncavo e 10 cm. 
c) côncavo e 30 cm. 
d) convexo e 15 cm. 
e) convexo e 30 cm.
 
 
 Questão 20   
 
Uma pessoa necessita obter, a partir de um pequeno objeto real situado no ar, diante de um espelho, a respectiva imagem conjugada do objeto. Considerando que o problema é resolvido em relação ao referencial cartesiano ilustrado abaixo, o espelho deverá ser colocado perpendicularmente ao eixo x, sobre a origem O. A intenção dessa pessoa é que, quando o objeto se encontrar sobre o ponto de abscissa 2 cm, sua respectiva imagem conjugada esteja sobre o ponto de abscissa – 6 cm. Para tanto, ela poderá utilizar um
a) espelho plano. 
b) espelho esférico convexo de raio de curvatura 6 cm. 
c) espelho esférico convexo de raio de curvatura 12 cm. 
d) espelho esférico côncavo de raio de curvatura 6 cm. 
e) espelho esférico côncavo de raio de curvatura 12 cm.

 

  
 
 
 Questão 21   
 
Uma lente delgada convergente tem distância focal de 20 cm. Para se obter uma imagem conjugada de um objeto real, maior que o próprio objeto e não invertida, esse deverá ser colocado sobre o eixo principal da lente, 
a) 40 cm do centro óptico. 
b) a 20 cm do centro óptico. 
c) a mais de 40 cm do centro óptico. 
d) entre 20 cm e 40 cm do centro óptico. 
e) a menos de 20 cm do centro óptico. 

 

 
 
 Questão 22   
 
Dispõe-se de dois espelhos esféricos, um convexo e um côncavo, com raios de curvatura 20,0 cm cada um, e que obedecem às condições de Gauss. Quando um objeto real é colocado perpendicularmente ao eixo principal do espelho convexo, a 6,0 cm de seu vértice, obtém-se uma imagem conjugada de 1,5 cm de altura. Para que seja obtida uma imagem conjugada, também de 1,5 cm de altura, colocando esse objeto perpendicularmente ao eixo principal do espelho côncavo, sua distância até o vértice desse espelho deverá ser
a) 11,0 cm 
b) 15,0 cm  
c) 26,0 cm 
d) 30,0 cm 
e) 52,0 cm 

 

 
 
 Questão 23   
 
Um raio de luz monocromática, que se propaga em um meio de índice de refração 2, atinge a superfície que separa esse meio do ar (índice de refração = 1). O raio luminoso passará para o ar se o seu ângulo de incidência nessa superfície for
a) igual a 45° 
b) maior que 30° 
c) menor que 30° 
d) maior que 60° 
e) menor que 60° 

 

 
 
 Questão 24   
 
A partir de um objeto real de altura H, disposto verticalmente diante de um instrumento óptico, um artista plástico necessita obter uma imagem conjugada de altura igual a 2 H. Nesse caso, dependendo das condições de trabalho, esse profissional poderá utilizar
a) um espelho esférico côncavo ou um espelho esférico convexo.
b) um espelho esférico côncavo ou uma lente convergente.
c) um espelho esférico convexo ou uma lente divergente. 
d) um espelho esférico côncavo ou uma lente divergente.
e) um espelho esférico convexo ou uma lente convergente. 
 
 

RESULTADOS

Sua nota será:

Você acertou as questões:
Você errou as questões: