Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Plataforma educacional desenvolvida no Campus Cametá oferta acesso gratuito a materiais didáticos e videoaulas




Texto: Adams Mercês - Assessoria de Comunicação da UFPA
Arte: Reprodução da Plataforma

Com o objetivo de oferecer o acesso gratuito a materiais didáticos, videoaulas e materiais diversos disponibilizados por professores, desde março uma equipe do Campus Cametá da Universidade Federal do Pará disponibilizou na internet a Plataforma BitEdu. O site, desenvolvido pelo professor Fabrício Farias, em parceria com uma equipe de alunos, permite, ainda, que professores também comercializem seus próprios materiais. Clique aqui para conhecer e acessar a plataforma BitEdu.

A plataforma foi criada por meio da iniciativa do professor Fabricio Farias, em conjunto com os alunos Laciene Melo, Leonardo Gonçalves e Miguel Mocbel, todos membros do Laboratório de Programação Extrema (LABEX). A ideia do desenvolvimento da BitEdu é antiga, pois o LABEX já possuía experiência na produção de outros softwares e vídeos para a área de ensino, como Exatas, AppPescado, Educa Kids, entre outros.

Ação em um momento adverso - Com a proliferação da pandemia de Covid-19, os integrantes do laboratório identificaram a necessidade da construção de uma plataforma que permitisse vários professores criarem suas equipes de trabalho, a fim de disponibilizar diferentes materiais didáticos, em variadas formas, para a sociedade.

“Assim nasceu a Plataforma BitEdu, que, em meio à pandemia, foi produzida e lançada oficialmente no dia 31 de maio de 2020. Por ser uma plataforma muito jovem, ela não está integrada a projetos de ensino, pesquisa ou extensão da UFPA. Na verdade, trata-se de um esforço extracurricular, motivado pelo nosso interesse em desenvolver soluções práticas em prol da comunidade”, conta o professor Fabricio Farias.

Entre os objetivos da iniciativa, está o de conectar professores e alunos por meio de um ambiente digital complementar que apoia docentes, estudantes e responsáveis de alunos durante parte do processo de ensino e aprendizagem. Além disso, visa oportunizar ensino gratuito de qualidade para usuários em diferentes condições sociais e econômicas, assim buscando a universalização do acesso à informação educacional.

O BitEdu procura também apoiar professores que desejam produzir e comercializar materiais exclusivos com o intuito de gerar receita extra ou primária, estimulando o aquecimento do mercado de ensino baseado em plataformas digitais. A plataform é, ainda, uma forma de disponibilizar um espaço para os educadores que almejam contribuir com o ensino via plataformas digitais.

O BitEdu pode ser acessado por todos, gratuitamente. Os professores devem entrar em contato via e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. para recebimento de treinamento do manuseio da plataforma. Já os estudantes podem efetuar seu cadastro gratuitamente para começar a seguir as equipes de trabalho e começar a estudar.

Os discentes podem assistir a vídeos, resolver listas de exercícios de múltipla escolha e conferir sua porcentagem de acerto e erro, acessar apostilas disponibilizadas, seguir equipes, seguir material didático, resolver temas de redação disponibilizados e enviar para correção, além de resolver simulados propostos por professores colaboradores.

Já os docentes podem adicionar novos conteúdos didáticos, que podem ser em formato de vídeo, questões, listas de exercício, apostilas, temas de redação, organização de simulados, assim como podem aceitar usuários que desejam seguir sua equipe e acessar determinado material didático, entre outros.

Ambiente colaborativo - O professor Fabricio Farias explica que todo o material disponibilizado na Plataforma BitEdu vem da colaboração de muitos alunos, educadores e suas equipes de trabalho. Para o lançamento do site, a BitEdu recebeu o apoio do professor Ezequiel Belo, do Campus Tucuruí, o qual se disponibilizou a colaborar com a produção de materiais didáticos junto à sua equipe, denominada Giga Física.

“Esta plataforma é colaborativa. Quanto mais professores disponibilizarem gratuitamente seus materiais didáticos, mais alunos poderemos atender e auxiliar nesta etapa tão complicada por que passamos. Estamos dividindo este instrumento tecnológico a fim de que docentes possam compartilhar um pouco de suas expertises, gratuitamente, para a democratização do acesso ao conhecimento. Deste modo, reforçamos o convite a todo professor que tem interesse em colaborar conosco e com a sociedade. Estamos de portas abertas”, finaliza Fabricio Farias.

Acesse www.bitedu.com.br e tenha acesso gratuito aos materiais disponibilizados pelos colaboradores.