Clique aqui para fechar esta janela                                                                            Voltar a página anterior

ESTUDO DA FÍSICA

 

O SEU SITE DE ESTUDO NA NET

  SIMULADO ON-LINE  
MECÂNICA (PARTE I) 
 
BOA SORTE

 

1. (Unifor 98/2) Sob determinadas condições,  a força de resistência do ar,  atuante sobre um corpo que se move com velocidade v,  é dada por F = k . v2.  No Sistema Internacional,  a unidade da grandeza k é:
a) kg  
b) kg . m  
c) kg/m      
d) kg/m2  
e) kg . m2 
 
 
2. (Unifor 98/2) O gráfico abaixo representa, em função do tempo, a velocidade escalar de uma partícula que está em movimento retilíneo.
O movimento é acelerado SOMENTE no trecho
a) I
b) II
c) III
d) IV   
e)  V

 

 
 
3. (Unifor 98/2) De um avião que voa horizontalmente a 80 m/s,  na altitude de 500 m,  desprende-se um parafuso.  Adotando-se g = 10 m/s2 e desprezando-se a resistência do ar,  a componente horizontal do deslocamento do parafuso,  desde o desprendimento até tocar o solo,  é,  em metros,
a) zero
b) 200
c) 400
d) 600
e) 800
 
 
4. (Unifor 98/2) O gráfico representa a força resultante sobre um corpo, em função do tempo.
A velocidade máxima e a aceleração máxima do corpo ocorrem,  respectivamente,  nos instantes 
a) t4  e  t2    
b) t4  e  t1 
c)  t2  e  t4 
d)  t2  e  t3
e)  t2  e  t1

 

 
 
 
5. (Unifor 98/2) Sobre uma caixa de massa 8,0 kg, apoiada em repouso numa superfície horizontal,  aplica-se uma força horizontal de intensidade constante de 12 N.  Verifica-se que,  num intervalo de tempo de 2,0 s,  a velocidade da caixa passa a ser de 2,0 m/s.  Nessas condições,  a força de atrito entre a caixa e a superfície de apoio vale
a) zero
b) 2,0 N
c) 4,0 N    
d) 6,0 N
e) 8,0 N
 
 
6. (Unifor 98/2) Um carro de massa 1 . 103 kg faz uma curva de raio 20 m,  numa pista plana e horizontal,  com velocidade de 10 m/s.  A força de atrito lateral entre os pneus e a pista pode ser estimada em
a) 2 . 102 N
b) 5 . 102 N
c) 1 . 103 N
d) 2 . 103 N  
e) 5 . 103 N  

 

 
7. (Unifor 98/2) Uma espingarda de mola dispara horizontalmente uma bala, de massa 20 g com velocidade de 10 m/s.  Ao ser armada para o disparo,  a mola foi comprimida de 10 cm.  A constante elástica da mola,  no Sistema Internacional de Unidades,  vale  
a) 20
b) 50 
c) 100 
d) 200    
e) 500
 
 
8. (Unifor 98/2) Um caminhão,  de massa 15 toneladas,  sobe uma rampa de 20° com a horizontal,  mantendo velocidade de 72 km/h.  A potência útil do motor,  nessa subida,  é de:   
Dados: g  = 10m/s2 /// cos 20° = 0,94  /// sen 20° = 0,34
a) 1 . 106 W 
b) 5 . 104 W
c) 1 . 104 W 
d) 5 . 102 W  
e) 1 . 102 W
 
9. (Unifor 98/2) O gráfico abaixo representa aproximadamente a intensidade da força que uma bala sofre,  em função do tempo,  ao penetrar num bloco de madeira. 
A variação da quantidade de movimento da bala vale, no Sistema Internacional de Unidades,
a) 0
b) 2,0   
c) 4,0
d) 8,0 
e) 16

 

 

 
10. (Unifor 98/2) O gráfico abaixo representa a intensidade da força resultante,  de direção constante,  que atua em um corpo de massa 5  kg,  inicialmente em repouso,  em função de tempo.
O trabalho realizado por essa força resultante no intervalo de 0 a 5,0 s,  em joules,  foi
a)  5,0 . 103 
b)  2,5 . 103 
c)  5,0 . 102 
d) 2,5 . 102     
e) 1,0 . 102

 

 
 
 
Instruções: Para responder às questões de números 11 e 12 utilize as informações abaixo.
 
Uma esfera de massa 6,0 kg e volume 1,0 . 10-2 m3  flutua em um líquido com 1/3 do seu volume imerso. Considere g = 10 m/s2.
 
11. (Unifor 98/2) A densidade do líquido,  em kg/m3,  vale
a) 1,8 . 102   
b) 6,0 . 102  
c) 1,8 . 103       
d) 6,0 . 103  
e) 1,8 . 104
 
 
12. (Unifor 98/2) A intensidade da força mínima que se deve aplicar na esfera para que ela fique totalmente imersa, em newtons,  é
a) 1,2 . 102     
b) 1,4 . 102  
c) 1,2 . 103  
d) 1,4 . 103  
e) 1,8 . 103
 
 
13. (Unifor 98/1) As forças, F1 , F2 e F3 , cujas intensidades são, respectivamente, 2,0 N,  6,0 N e 3,0 N, têm direções coincidentes com as arestas de um bloco retangular, conforme esquema abaixo.
A intensidade da resultante dessas três forças vale, em newtons,
a) 3,7
b) 5,5  
c) 7,0     
d) 9,3 
e) 11

 

 
14. (Unifor 98/1) Um chumaço de algodão umedecido desceu verticalmente, a partir do repouso, em movimento que pode ser considerado retilíneo uniformemente acelerado. Quando o algodão completou 4,5 m de percurso, a velocidade era de  1,5 m/s. Com essas informações pode-se determinar a velocidade do algodão ao completar 2,0 m de percurso que é, em m/s, igual a
a) 0,25  
b) 0,50  
c) 0,60 
d) 0,75 
e) 1,0    

 
15. (Unifor 98/1) O gráfico abaixo representa, em função do tempo, a velocidade de uma partícula que está em movimento retilíneo. Nesse gráfico, o tempo de movimento foi subdividido nos intervalos I, II, III e IV.
De acordo com as indicações do gráfico, a aceleração escalar dessa partícula é negativa nos intervalos   
a) I e II
b) I e III    
c) I e IV  
d) II e III 
e) III e IV

 

 
 
16. (Unifor 98/1) Durante pequeno intervalo de tempo, uma mesa de massa igual a 18 kg é arrastada, a partir do repouso, num piso horizontal por uma força constante, também horizontal, de intensidade 50 N. Sendo a aceleração da mesa nesse intervalo de tempo igual a 0,10 m/s2, estima-se que o coeficiente de atrito entre os pés da mesa e o piso seja um valor mais próximo de
a) 0,8
b) 0,5
c) 0,4 
d) 0,3 
e) 0,1
 
 

Instruções: Para responder às questões de números 17 e 18 utilize as informações abaixo.

Dois corpos, I e II, estão ligados por um fio de massa desprezível que passa por uma roldana ideal, conforme esquema abaixo. Dado: g = 10 m/s2.
As massas dos corpos I e II são, respectivamente, 1,0 kg e 1,5 kg. O conjunto é mantido inicialmente em repouso na  posição indicada no esquema e quando abandonado inicia o movimento.
 
17. (Unifor 98/1) Enquanto os corpos I e II estão em movimento, a tração no fio, em newtons, é igual a
a) 11 
b) 12  
c) 13 
d) 14 
e) 15

 
18. (Unifor 98/1) No início do movimento, durante 0,50 s a energia potencial do corpo I
a) aumenta 2,5 J   
b) diminui 2,5 J 
c) diminui 3,8 J 
d) aumenta 5,0 J  
e) aumenta 7,5 J  
 
 
19. (Unifor 98/1) Um massor é pendurado em uma mola de constante elástica 50 N/m, conforme esquema abaixo.
Permite-se que o massor desça lentamente sem oscilar até atingir o repouso, alongando a mola de 6,0 cm. 
Nessa situação, a energia potencial elástica armazenada na mola é, em joules, igual a
a) 0,450
b) 0,250 
c) 0,150 
d) 0,090    
e) 0,045

 

 
 
20. (Unifor 98/1) Num local onde g = 10 m/s2, um corpo de 500 g é arrastado 5,0 m para cima num plano inclinado mantendo a energia cinética constante.
De acordo com as medidas indicadas no esquema, o valor absoluto do trabalho realizado pela força-peso, nesse trecho de 5,0 m é, em joules, igual a 
a) 35
b) 30
c) 25 
d) 20
e) 15   
 
 

RESULTADOS

Sua nota será:
Você acertou as questões:
Você errou as questões:

VERIFICAR GABARITO